LaravelConf Taiwan 2020 CFP Started

O que as referências fazem

Há três operações básicas ao se utilizar referências: atribuição por referência, passagem por referência, e retorno por referência. Esta seção fará uma introdução dessas operações, com links para leituras posteriores.

Atribuição por referência

Referências no PHP permitem criar duas variáveis que se referem ao mesmo conteúdo. Ou seja, quando você faz:

<?php
$a 
=& $b;
?>
então aqui $a e $b apontam para o mesmo conteúdo.

Nota:

$a e $b são completamente iguais aqui, mas não porque $a está apontando para $b ou vice versa, mas sim que $a e $b apontam para o mesmo lugar.

Nota:

Se você atribuir, passar ou retornar uma variável indefinida por referência, ela irá ser criada.

Exemplo #1 Usando referência com variáveis indefinidas

<?php
function foo(&$var) { }

foo($a); // $a é "criada" e setada par null

$b = array();
foo($b['b']);
var_dump(array_key_exists('b'$b)); // bool(true)

$c = new StdClass;
foo($c->d);
var_dump(property_exists($c'd')); // bool(true)
?>

A mesma sintaxe pode ser utilizada com funções, que retornem referências, e com o operador new (a partir do PHP 4.0.4 e antes do PHP 5.0.0):

<?php
$foo 
=& find_var($bar);
?>
Desde o PHP 5, new retorna referência automaticamente, então usar =& neste contexto é obsoleto e produz um alerta E_DEPRECATED no PHP 5.3 e posteriores, e um alerta E_STRICT nas versões anteiores. A partir do PHP 7.0 essa é uma construção sintaticamente inválida (ou tecnicamente, a diferença é que no PHP 5 as variáveis de objeto, assim como recursos, eram ponteiros simples para os dados do objeto, de forma que essas referências não eram "referências" no sentido anterior (mais como apelidos). Para mais informações veja objetos e referências.)

Aviso

Se você atribuir uma referência para uma variável declarada global dentro da função, a referência irá ser visível somente dentro da função. Você pode evitar isto usando o array $GLOBALS.

Exemplo #2 Referenciando variáveis globais de dentro de funções

<?php
$var1 
"Example variable";
$var2 "";

function 
global_references($use_globals)
{
    global 
$var1$var2;
    if (!
$use_globals) {
        
$var2 =& $var1// visível somente dentro da função
    
} else {
        
$GLOBALS["var2"] =& $var1// visível também no contexto global
    
}
}

global_references(false);
echo 
"var2 is set to '$var2'\n"// var2 is set to ''
global_references(true);
echo 
"var2 is set to '$var2'\n"// var2 is set to 'Example variable'
?>
Veja global $var; como atalho para $var =& $GLOBALS['var'];. Assim atribuir outra referência para $var somente modifica a variável de referência local.

Nota:

Se você atribuir um valor para uma variável com referência numa instrução foreach a referência também é modificada.

Exemplo #3 Referências e o comando foreach

<?php
$ref 
0;
$row =& $ref;
foreach (array(
123) as $row) {
    
// faz alguma coisa
}
echo 
$ref// 3 - último elemento do array iterado
?>

Ainda que não seja uma atribuição por referência explícita, expressões criadas com o constructo array() também podem se comportar como tais com o prefixo & no elemento de array a ser acrescentado. Exemplo:

<?php
$a 
1;
$b = array(23);
$arr = array(&$a, &$b[0], &$b[1]);
$arr[0]++; $arr[1]++; $arr[2]++;
/* $a == 2, $b == array(3, 4); */
?>

Note que referências dentro de arrays são potencialmente perigosas. Fazer uma atribuição normal (sem referência) com uma referência à direita não transforma a expressão a esquerda numa referência, mas referências dentro de arrays são preservadas nessas atribuições normais. Isso também se aplica a chamadas de função onde arrays são passados por valor. Exemplo:

<?php
/* Atribuição de variáveis escalares */
$a 1;
$b =& $a;
$c $b;
$c 7//$c não é referência; não modifica $a ou $b

/* Atribuição de variaveis do array */
$arr = array(1);
$a =& $arr[0]; //$a e $arr[0] estão no mesmo conjunto de referências
$arr2 $arr//não atribui por referência!
$arr2[0]++;
/* $a == 2, $arr == array(2) */
/* O conteúd de $arr foi modificado mesmo que ele não seja uma referência! */
?>
Em outras palavras, o comportamento de referências em arrays é definido elemento por elemento. O comportamento de referências dos elementos individualmente são dissociados da referência do container array.

Passagem por referência

A segunda coisa que referências fazem é passar variáveis por referência. Isso é feito com a criação de uma variável local em uma função e uma variável no escopo chamador que referênciem o mesmo conteúdo. Assim:

<?php
function foo(&$var)
{
    
$var++;
}

$a=5;
foo($a);
?>
a variável $a será 6 no final. Isto ocorre porque na função foo a variável $var se referem ao mesmo conteúdo de $a. Para mais informações disso veja a seção de passagem por referência.

Retorno por referência

A terceira coisa que referências fazem é retorno por referência.

add a note add a note

User Contributed Notes

There are no user contributed notes for this page.
To Top