PHP 8.1.0 RC 2 available for testing

O arquivo de configuração

O arquivo de configuração (php.ini) é lido quando o PHP inicia. Para as versões de módulo de servidor, isso acontece apenas quando o servidor web for iniciado. Para as versões CGI e CLI, isso acontece a cada invocação.

php.ini é procurado nesses lugares (na ordem):

  • Local específico do módulo SAPI (diretiva PHPIniDir no Apache 2, opção de linha de comando -c no CGI e CLI, parâmetro php_ini no NSAPI, variável de ambiente PHP_INI_PATH no THTTPD)
  • A variável de ambiente PHPRC. Antes do PHP 5.2.0, isso era verificado após as chaves do registro mencionada abaixo.
  • A partir do PHP 5.2.0, a localização do arquivo php.ini pode ser definida para versões diferentes do PHP. As seguintes chaves do registro são examinadas na ordem: [HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\PHP\x.y.z], [HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\PHP\x.y] e [HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\PHP\x], onde x, y e z significam a versão maior, menor e release do PHP. Se houver um valor para IniFilePath nestas chaves, então o primeiro encontrado será utilizado para a localização do php.ini (apenas Windows).
  • [HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\PHP], valor de IniFilePath (Somente Windows).
  • Diretório de trabalho atual (exceto CLI)
  • O diretório do servidor web (para módulo SAPI), ou diretório do PHP (caso contrário, no Windows).
  • Diretório do Windows (C:\windows ou C:\winnt) (para Windows), ou a opção de tempo de compilação --with-config-file-path .

Se php-SAPI.ini existe (onde SAPI é o SAPI usado, então o nome de arquivo é, por exemplo, php-cli.ini ou php-apache.ini), é usado ao invés do arquivo php.ini. O nome SAPI pode ser determinado pela função php_sapi_name().

Nota:

O servidor web Apache muda o diretório para raiz durante a inicialização, causando com que o PHP tente ler o arquivo php.ini da raiz do arquivo de sistema, se ele existir.

O uso de variáveis de ambiente podem ser usadas no php.ini como mostrado abaixo.

Exemplo #1 php.ini Variáveis de ambiente

; PHP_MEMORY_LIMIT is taken from environment
memory_limit = ${PHP_MEMORY_LIMIT}

As diretivas do arquivo php.ini tratadas por extensões são documentadas nas respectivas páginas das próprias extensões. A lista de diretivas principais está disponível no apêndice. Nem todas as diretivas do PHP estão documentadas no manual. Para uma lista completa das diretivas disponíveis na sua versão do PHP, por favor leia seu arquivo php.ini. Alternativamente, você pode encontrar » a última versão do php.ini no Git, que também pode ser útil.

Exemplo #2 Exemplo de arquivo php.ini

; any text on a line after an unquoted semicolon (;) is ignored
[php] ; section markers (text within square brackets) are also ignored
; Boolean values can be set to either:
;    true, on, yes
; or false, off, no, none
register_globals = off
track_errors = yes

; you can enclose strings in double-quotes
include_path = ".:/usr/local/lib/php"

; backslashes are treated the same as any other character
include_path = ".;c:\php\lib"

A partir do PHP 5.1.0, é possível acessar as variáveis .ini dentro dos arquivos .ini. Exemplo: open_basedir = ${open_basedir} ":/new/dir".

Configuração em diretório

É possível configurar o PHP para procurar por arquivos .ini em um diretório após a leitura do php.ini. Isto é possível na compilação pela configuração da opção --with-config-file-scan-dir. No PHP 5.2.0 e posterior, o diretório de configuração pode ser sobrescrito em tempo de execução através da configuração da variável de ambiente PHP_INI_SCAN_DIR.

É possível procurar em vários diretórios os separando com o delimitador específico da plataforma (; no Windows, NetWare e RISC OS; : em todas as outras plataformas; o PHP utilizará a constante PATH_SEPARATOR). Se um diretório em branco estiver informado em PHP_INI_SCAN_DIR, o PHP também procurará pelo diretório informado na diretiva de compilação --with-config-file-scan-dir.

Dentro de cada diretório o PHP irá pesquisar todos os arquivos terminados em .ini em ordem alfabetica. A lista de arquivos é carregada, e nessa ordem são interpretados com uma chamada a php_ini_scanned_files(), o por rodar o PHP com a opção --ini.

Assumindo que o PHP foi configurado com --with-config-file-scan-dir=/etc/php.d,
e o separador de caminho é :

$ php
  PHP irá carregar todos os arquivos de configuração em in /etc/php.d/*.ini.

$ PHP_INI_SCAN_DIR=/usr/local/etc/php.d php
  PHP irá carregar todos os arquivos de configuração em /usr/local/etc/php.d/*.ini.


$ PHP_INI_SCAN_DIR=:/usr/local/etc/php.d php
  PHP irá carregar todos os arquivos de configuração em /etc/php.d/*.ini, e então em
  /usr/local/etc/php.d/*.ini.

$ PHP_INI_SCAN_DIR=/usr/local/etc/php.d: php
  PHP irá carregar todos os arquivos de configuração em /usr/local/etc/php.d/*.ini, e então em
  /etc/php.d/*.ini.

Changelog

Versão Descrição
7.0.0 Marcas de hash (#) não são mais consideradas comentários.
5.3.0 Marcas de hash (#) não devem ser ser utilizadas como comentários e gerarão alertas.
5.1.0 É possível referenciar variáveis .ini existentes dentro de arquivos .ini .

add a note add a note

User Contributed Notes 2 notes

up
4
weili
1 month ago
For someone who's also wondering.

PHP can work even if there is no configuration file(php.ini) loaded,
it will simply applies the default values to directives.
up
3
ohcc at 163 dot com
5 years ago
in php.ini you can reference to an existing directive or an environment variable using the syntax ${varname}.

Here are some examples.

sys_temp_dir = "${WINDIR}"

--- ${WINDIR} will be replaced by $_ENV['WINDIR'] at runtime

--- you can set environment variables by Apache and use them in php.ini
--- FcgidInitialEnv AUTHOR "WUXIANCHENG"
--- error_log = "${AUTHOR}.log"

error_log = "${sys_temp_dir}"

--- ${sys_temp_dir} will be replace by the value of sys_temp_dir

Also you can use PHP constants in php.ini, but DONT'T wrap them in ${} or "".

error_log = "/data/"PHP_VERSION"/"

---  it works like this php code:

$error_log =  "/data/" . PHP_VERSION . "/";
To Top