PHP Velho Oeste 2024

Novas funcionalidades

Expressões constantes

Agora é possível fornecer uma expressão escalar envolvendo literais numéricos e strings e/ou constantes em contextos onde o PHP anteriormente esperava um valor estático, como declarações de constantes e propriedades e argumentos padrões para funções.

<?php
const UM = 1;
const
DOIS = UM * 2;

class
C {
const
TRES = DOIS + 1;
const
UM_TERCO = UM / self::TRES;
const
FRASE = 'O valor de TRES é '.self::TRES;

public function
f($a = UM + self::TRES) {
return
$a;
}
}

echo (new
C)->f()."\n";
echo
C::FRASE;
?>

O exemplo acima produzirá:

4
O valor de TRES é 3

É possível também definir um array constante usando a palavra-chave const:

<?php
const ARR = ['a', 'b'];

echo
ARR[0];
?>

O exemplo acima produzirá:

a

Funções variádicas via ...

Funções Variádicas agora podem ser implementadas usando o operador ..., ao invés de depender da função func_get_args().

<?php
function f($req, $opt = null, ...$params) {
// $params é um array contendo os argumentos restantes.
printf('$req: %d; $opt: %d; número de parâmetros: %d'."\n",
$req, $opt, count($params));
}

f(1);
f(1, 2);
f(1, 2, 3);
f(1, 2, 3, 4);
f(1, 2, 3, 4, 5);
?>

O exemplo acima produzirá:

$req: 1; $opt: 0; número de parâmetros: 0
$req: 1; $opt: 2; número de parâmetros: 0
$req: 1; $opt: 2; número de parâmetros: 1
$req: 1; $opt: 2; número de parâmetros: 2
$req: 1; $opt: 2; número de parâmetros: 3

Desempacotamento de argumentos via ...

Arrays e objetos do tipo Traversable podem ser desempacotados em listas de argumentos ao chamar funções usando o operador .... Isto também é conhecido como operador 'splat' em outras linguagens, incluindo Ruby.

<?php
function add($a, $b, $c) {
return
$a + $b + $c;
}

$operators = [2, 3];
echo
add(1, ...$operators);
?>

O exemplo acima produzirá:

6

Exponenciação via **

Um operador associativo à direita, **, foi adicionado para suportar exponenciação, juntamente com o operador curto de atribuição **=.

<?php
printf
("2 ** 3 == %d\n", 2 ** 3);
printf("2 ** 3 ** 2 == %d\n", 2 ** 3 ** 2);

$a = 2;
$a **= 3;
printf("a == %d\n", $a);
?>

O exemplo acima produzirá:

2 ** 3 ==      8
2 ** 3 ** 2 == 512
a ==           8

use function e use const

O operador use foi estendido para suportar importação de funções e constantes em adição à importação de classes. Isto pode ser realizado pelas construções use function e use const, respectivamente.

<?php
namespace Name\Space {
const
FOO = 42;
function
f() { echo __FUNCTION__."\n"; }
}

namespace {
use const
Name\Space\FOO;
use function
Name\Space\f;

echo
FOO."\n";
f();
}
?>

O exemplo acima produzirá:

42
Name\Space\f

phpdbg

O PHP agora inclui um depurador interativo chamado phpdbg, implementado como um módulo SAPI. Para mais informações, visite a documentação sobre phpdbg.

Codificação padrão de caracteres

default_charset é agora usado como o conjunto de caracteres padrão para as funções htmlentities(), html_entity_decode() e htmlspecialchars(). Observe que se as configurações de codificação iconv e mbstring (agora defasadas) estiverem definidas, elas terão precedência sobre default_charset para funções iconv e mbstring, respectivamente.

O valor padrão para esta configuração é UTF-8.

php://input é reutilizável

php://input agora pode ser reaberto e lido quantas vezes for necessário. Isto tem resultado em uma grande redução de memória requerida para lidar com dados de POST.

Envio de grandes arquivos

Arquivos maiores que 2 gigabytes agora são aceitos.

GMP suporta sobrecarga de operadores

Objetos GMP agora suportam sobrecarga de operadores e conversão para tipos escalares. Isto permite mais expressividade no código que usa GMP:

<?php
$a
= gmp_init(42);
$b = gmp_init(17);

if (
version_compare(PHP_VERSION, '5.6', '<')) {
echo
gmp_intval(gmp_add($a, $b)), PHP_EOL;
echo
gmp_intval(gmp_add($a, 17)), PHP_EOL;
echo
gmp_intval(gmp_add(42, $b)), PHP_EOL;
} else {
echo
$a + $b, PHP_EOL;
echo
$a + 17, PHP_EOL;
echo
42 + $b, PHP_EOL;
}
?>

O exemplo acima produzirá:

59
59
59

hash_equals() para comparação de strings segura contra ataque de temporização

A função hash_equals() foi adicionada para comparar dois strings em tempo constante. Isto deve ser usado para mitigar ataques de temporização; por exemplo, ao testar hashes de senha crypt() (assumindo que não seja possível usar password_hash() e password_verify(), que não são suscetíveis a ataques de temporização).

<?php
$expected
= crypt('12345', '$2a$07$usesomesillystringforsalt$');
$correct = crypt('12345', '$2a$07$usesomesillystringforsalt$');
$incorrect = crypt('1234', '$2a$07$usesomesillystringforsalt$');

var_dump(hash_equals($expected, $correct));
var_dump(hash_equals($expected, $incorrect));
?>

O exemplo acima produzirá:

bool(true)
bool(false)

__debugInfo()

O método mágico __debugInfo() foi adicionado para permitir que objetos alterem suas propriedades e seus valores que são mostrados quando estes objetos são argumentos da função var_dump().

<?php
class C {
private
$prop;

public function
__construct($val) {
$this->prop = $val;
}

public function
__debugInfo() {
return [
'propSquared' => $this->prop ** 2,
];
}
}

var_dump(new C(42));
?>

O exemplo acima produzirá:

object(C)#1 (1) {
  ["propSquared"]=>
  int(1764)
}

Algoritmo de hash gost-crypto

O algoritmo de hash gost-crypto foi adicionado. Ele implementa a função de hash GOST usando as tabelas S-box da CryptoPro S-box como especificado pela » RFC 4357, section 11.2.

Melhorias SSL/TLS

Uma ampla gama de melhorias foi aplicada no suporte a SSL/TLS no PHP 5.6. Estas incluem habilitação de verificação de servidor por padrão, suporte a correspondência de impressão digital de certificado, mitigação contra ataques de renegociação TLS, e muitas novas opções de contexto SSL para permitir um controle mais fino sobre o protocolo e configurações de verificação ao usar fluxos criptografados.

Estas mudanças estão descritas com maior detalhe na seção Mudanças do OpenSSL no PHP 5.6.x deste guia de migração.

Suporte a pgsql assíncrono

A extensão pgsql agora suporta conexões e consultas assíncronas, assim habilitando comportamento sem bloqueio ao interagir com banco de dados PostgreSQL. Conexões assíncronas podem ser estabalacidas através da constante PGSQL_CONNECT_ASYNC. As novas funções pg_connect_poll(), pg_socket(), pg_consume_input() e pg_flush() podem ser usadas para lidar com conexões e consultas assíncronas.

add a note

User Contributed Notes

There are no user contributed notes for this page.
To Top